quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Cuba, o Programa Mais Médicos no Brasil (PMM) e Nota de Solidariedade

Cuba anuncia retirada de seus profissionais da medicina do programa MAIS MÉDICOS após declarações desrespeitosas do governo eleito... 
A mais justa homenagem
Na noite desta quinta-feira (22) a Casa da Amizade Brasil-Cuba em conjunto com o Sindicato dos Empregados no Comércio de Fortaleza e entidades parceiras promoveram um ato de homenagem em agradecimento aos médicos cubanos que começam a deixar seus postos de trabalho em retorno a Cuba.
Após mística inicial, a mesa de abertura do evento contou com falas de representantes de várias entidades e representantes de movimentos sociais e da sociedade civil que lamentaram a partida dos profissionais que há cinco anos trabalhavam em diversas cidades do Ceará.
Todos reforçaram que é preciso mais do que nunca de resistência diante dos ataques que virão a partir de 2019, com desejo de que a saída dos médicos seja apenas um "até breve", mensagem que emocionou a todos presentes.
Após exibição de um vídeo com imagens do trabalho dos médicos e com depoimentos de pacientes, os profissionais presentes receberam flores e um diploma em homenagem aos serviços prestados. A Casa da Amizade Brasil-Cuba do Ceará deseja um bom retorno a todos e agradece a cada um pelo compromisso humano e responsabilidade no trato com cada pessoa tratada ao longo desses anos. (matéria e vídeos: Alan Dantas e Gilda Barroso - Rádio Web Rebelde)
¡Muchas Gracias!

Atenção:
Estes são depoimentos colhidos durante a homenagem a estes valorosos profissionais aqui em Fortaleza! 
 Médicos cubanos são homenageados em Fortaleza
A Casa de Amizade Brasil Cuba e o Sindicato dos Comerciários de Fortaleza promoveram na noite desta quinta-feira, 22/11, uma homenagem aos médicos cubanos que trabalharam na Capital e no interior do Ceará durante anos no Programa Mais Médicos. Em cerimônia especial na sede do Sindicato, os profissionais receberam certificado, simbolizando a gratidão pela atuação de solidariedade ao povo Cearense no qual melhorou consideravelmente a qualidade de vida das pessoas e sua saúde. 
Na mesa de abertura durante a sessão especial para homenagear os médicos cubanos que atuaram em missão na Capital e regiões do Ceará foram chamados para compor a mesa:
• Sebastião Costa – Secretário Geral do Sindicato dos Comerciários;
• Eunice Bezerra – Presidente da Casa de Amizade Brasil Cuba;
• Gláucia Lima – Presidente do InsTI - Instituto Tonny Ítalo;
• Francisco José de Oliveira – Diretor da FETRACE;
• Dra. Tereza Braga – Representante do CEBRAPAZ;
• Dr. João Almeida – Representante do MST;
• Dr. Emanuel Fonseca – Representante dos Médicos pela Democracia;
• Dr. Odorico Monteiro – Presidente do PSB – CE (da Criação do Mais Médicos).
Para uns dos membros da Casa de Amizade Brasil Cuba, o Sr. Antônio Ibiapino, conhecido carinhosamente como “Comandante”, disse que os cubanos fizeram um trabalho excelente e que deu resultados. "Eles trouxeram a solidariedade como princípio e entendem a saúde como um direito das pessoas”
O Secretário Geral do Sindicato dos Comerciários de Fortaleza, Sebastião Costa destacou em sua fala, a solidariedade e compromisso dos médicos cubanos em prol da população mais carente “o exercício profissional desses companheiros(as) é maravilhoso a dedicação e carinho que cuida os seus pacientes e exemplo a ser seguido. Sabemos o quanto é difícil o caminho. Deixo registrados nossa gratidão e muito obrigado a todos(as).” Disse Sebastião.
Para o sindicato, a luta por uma saúde pública de qualidade pelo fortalecimento do SUS, por atendimento básico, por prevenção e equipamentos em pleno funcionamento, além das melhorias nas condições gerais da saúde do nosso país continua.
No final da homenagem houve uma moção de aplausos que foram feitas aos médicos cubanos pelo exercício profissional, ético e humanitário inserido dentro do Programa Mais Médicos, no qual abrangeu ações conjuntas entre Brasil e Cuba e faziam parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do SUS. Na ocasião, também foram entregues massagens escritas aos companheiros(as) irmãos Cubanos. Uma médica Venezuelana também participou e recebeu as homenagens.
Convênio:
Os Programas Mais Médicos (PMM) são compostos por um conjunto de medidas que visam melhoras no atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Ele prevê a contratação de médicos brasileiros e estrangeiros para regiões onde há escassez ou ausência desses profissionais. A chegada dos médicos cubanos para atuar no programa se deu por meio de um convênio intermediado pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).
O Mais Médico alcançou 72,8% dos municípios brasileiros, beneficiando 63 milhões de pessoas. Os programas Mais Médicos têm 18.240 profissionais - sendo 8.332 cubanos, segundo o governo do país brasileiro. De acordo com Cuba, seus médicos atuam em 4.058 municípios, cobrindo 73% das cidades brasileiras.
No Ceará, 118 municípios serão atingidos. De acordo com a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), no mês de outubro havia 1.229 profissionais no Ceará pelo Mais Médicos. Desse total, 448 são cubanos, a maioria atuando em áreas de vulnerabilidade, reservas indígenas e distritos distantes.
Médicos cubanos nos municípios do Ceará:
21 - Morada Nova
19 - Iguatu
15 - Fortaleza
13 - Itapajé
11 - Granja e Limoeiro do Norte
10 - Acaraú e Acopiara
9 - São Benedito, Sobral, Tamboril e Viçosa do Ceará
8 - Camocim e Guaraciaba do Norte
7 - Crateús, Icó, Ipu, Parambu e Tianguá
6 - Bela Cruz, Cedro, Ibiapina, Ipueiras, Itarema, Marco e Uruoca
5 - Independência, Pacajus, Reriutaba, Santa Quitéria e Senador Pompeu
4 - Baturité, Itatira, Jaguaribe, Monsenhor Tabosa, Moraújo, Morrinhos, Nova Russas, Pereiro, Poranga, Tauá e Ubajara
3 - Amontada, Ararendá, Cariré, Chorozinho, Horizonte, Iracema, Irauçuba, Itapipoca, Itapiúna, Jaguaretama, Miraíma, Mombaça, Piquet Carneiro, Quiterianópolis, Quixeramobim, Santana do Acaraú e Várzea Alegre
2 - Altaneira, Assaré, Barroquinha, Canindé, Cariús, Carnaubal, Coreaú, Deputado Irapuan Pinheiro, Forquilha, Frecheirinha, Hidrolândia, Jaguaribara, Meruoca, Mucambo, Novo Oriente, Pacatuba, Palmácia, Pedra Branca, Pentecoste, Pires Ferreira, Quixadá, Russas, São Gonçalo do Amarante, Solonópole e Tabuleiro do Norte
1 - Alcântaras, Arneiroz, Barreira, Boa Viagem, Campos Sales, Capistrano, Catunda, Caucaia, Chaval, Choró, Croatá, Cruz, Ererê, Fortim, Graça, Ipaporanga, Jaguaruana, Jucás, Lavras da Mangabeira, Madalena, Maranguape, Martinópole, Mulungu, Ocara, Orós, Pacoti, Palhano, Paracuru, Pindoretama, Saboeiro, Senador Sá, Tururu, Umirim e Uruburetama
5 - Distrito Sanitário Especial Indígena.
Total: 448 profissionais Cubanos sem os médicos cubanos. A saída de Cuba do programa significa risco de desassistência, especialmente em áreas afastadas de grandes centros. No Estado, profissionais cubanos atendem em 118 municípios. (
matéria: Wanessa Canutto/JPMTE 2456)
 
NOTA DE SOLIDARIEDADE AOS MÉDICOS CUBANOS
A Casa de Amizade Brasil-Cuba do Ceará, diante dos fatos que envolveram a retirada dos médicos cubanos do Programa Mais Médicos em nosso país, vem de público manifestar a sua profunda indignação e repúdio em face da postura desrespeitosa e irresponsável do presidente eleito do Brasil que, atendendo aos desígnios do império americano, ataca a dignidade dos profissionais cubanos de forma a provocar possível rompimento de relações diplomáticas com o Governo de Cuba, não se importando que de sua conduta advenha um desastre humanitário de graves proporções, atingindo milhões de brasileiros pobres das periferias das cidades e dos rincões mais distantes e de difícil acesso em nosso país, principalmente as aldeias de indígenas e quilombolas.
Tal atitude revela o despreparo do Presidente eleito para o cargo e a sua subserviência à política de hostilidade do governo norte-americano em relação a Cuba, atendendo a interesses que não os do povo brasileiro. Trata-se de mais um vexame da política internacional que vem sendo adotada pelo governo golpista de Michel Temer e do futuro governo brasileiro. Cobre de vergonha a nós, povo brasileiro, uma política tão rasteira e covarde, revelando o caráter reacionário e conservador do governo que sai e do que entrará, atendendo a interesses estranhos ao nosso povo.
Ao longo dos anos em que atuaram em nosso território, em regime de cooperação internacional, os médicos cubanos, com sua vasta experiência em medicina básica e formação humanista, realizaram milhões de atendimentos em cerca de três mil municípios brasileiros, muitos dos quais nunca tinham tido um atendimento médico adequado, realidade alterada com a presença e o preparo desses profissionais, homens e mulheres, formados pela Revolução Cubana, com a missão de salvar vidas em qualquer parte do mundo, principalmente nas comunidades mais pobres não atendidas pela medicina tradicional.
Toda solidariedade e agradecimento aos médicos cubanos pelo desempenho de sua missão humanitária em nosso país. Cumpriram com honra, eficiência e determinação a tarefa internacionalista de cuidar da saúde de milhares de pessoas em situação de extrema vulnerabilidade. A não continuidade da assistência desses profissionais trará prejuízos incalculáveis.
Em nome destas pessoas a Casa de Amizade Brasil Cuba do Ceará agradece aos valorosos médicos cubanos pela atuação no Programa Mais Médicos e pede desculpas pelo tratamento injusto, incivilizado e anti-diplomático por parte do futuro Presidente do Brasil.
Viva a Medicina Internacionalista de Cuba!
Viva a Amizade entre os povos!
Pela unidade dos Povos Latinoamericanos!
✊🏼💜🤝

¡Hasta la victoria, siempre!

HOMENAGEM AOS MÉDICOS CUBANOS NO CEARÁ


A Casa de Amizade Brasil-Cuba no Ceará CONVIDA para nesta quinta-feira, dia 22.11.2018 às 19h no Sindicato dos Comerciários (Av. Tristão Gonçalves) participarem de uma singela, mas significativa homenagem aos médicos cubanos que trabalharam no Programa Mais Médicos aqui no Ceará e que estarão retornando à Ilha nos próximos dias.

Contamos com a presença de todos que se solidarizam a esta causa.
 Grata,
Diretoria da Casa de Amizade Brasil-Cuba no Ceará 🇨🇺🤝🏽🇧🇷 

DECLARAÇÃO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE PÚBLICA - CUBA

O Ministério da Saúde Pública da República de Cuba, comprometido com os princípios solidários e humanistas que durante 55 anos têm guiado a cooperação médica cubana, participa desde seus começos, em agosto de 2013, no Programa Mais Médicos para o Brasil. A iniciativa de Dilma Rousseff, nessa altura presidenta da República Federativa do Brasil, tinha o nobre propósito de garantir a atenção médica à maior quantidade da população brasileira, em correspondência com o princípio de cobertura sanitária universal promovido pela Organização Mundial da Saúde.

Este programa previu a presença de médicos brasileiros e estrangeiros para trabalhar em zonas pobres e longínquas desse país.
A participação cubana nele é levada a cabo por intermédio da Organização Pan-americana da Saúde e se tem caracterizado por ocupar vagas não cobertas por médicos brasileiros nem de outras nacionalidades.

Nestes cinco anos de trabalho, perto de 20 mil colaboradores cubanos ofereceram atenção médica a 113 milhões 359 mil pacientes, em mais de 3 mil 600 municípios, conseguindo atender eles um universo de até 60 milhões de brasileiros na altura em que constituíam 88 % de todos os médicos participantes no programa. Mais de 700 municípios tiveram um médico pela primeira vez na história.

O trabalho dos médicos cubanos em lugares de pobreza extrema, em favelas do Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador de Baía, nos 34 Distritos Especiais Indígenas, sobretudo na Amazônia, foi amplamente reconhecida pelos governos federal, estaduais e municipais desse país e por sua população, que lhe outorgou 95% de aceitação, segundo o estudo encarregado pelo Ministério da Saúde do Brasil à Universidade Federal de Minas Gerais.

Em 27 de setembro de 2016 o Ministério da Saúde Pública, em declaração oficial, informou próximo da data de vencimento do convênio e em meio dos acontecimentos relacionados com o golpe de estado legislativo-judicial contra a Presidenta Dilma Rousseff que Cuba “continuará participando no acordo com a Organização Pan-americana da Saúde para a implementação do Programa Mais Médicos, enquanto sejam mantidas as garantias oferecidas pelas autoridades locais”, o que até o momento foi respeitado.

O presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, fazendo referências diretas, depreciativas e ameaçadoras à presença de nossos médicos, declarou e reiterou que modificará termos e condições do Programa Mais Médicos, com desrespeito à Organização Pan-americana da Saúde e ao conveniado por ela com Cuba, ao pôr em dúvida a preparação de nossos médicos e condicionar sua permanência no programa a revalidação do título e como única via a contratação individual.

As mudanças anunciadas impõem condições inaceitáveis que não cumprem com as garantias acordadas desde o início do Programa, as quais foram ratificadas no ano 2016 com a renegociação do Termo de Cooperação entre a Organização Pan-americana da Saúde e o Ministério da Saúde da República de Cuba. Estas condições inadmissíveis fazem com que seja impossível manter a presença de profissionais cubanos no Programa. Por conseguinte, perante esta lamentável realidade, o Ministério da Saúde Pública de Cuba decidiu interromper sua participação no Programa Mais Médicos e foi assim que informou a Diretora da Organização Pan-americana da Saúde e os líderes políticos brasileiros que fundaram e defenderam esta iniciativa.

Não aceitamos que se ponham em dúvida a dignidade, o profissionalismo, e o altruísmo dos colaboradores cubanos que, com o apoio de seus familiares, prestam serviço atualmente em 67 países. Em 55 anos já foram cumpridas 600 mil missões internacionalistas em 164 nações, nas quais participaram mais de 400 mil trabalhadores da saúde, que em não poucos casos cumpriram esta honrosa missão mais de uma vez. Destacam as façanhas de luta contra o ébola na África, a cegueira na América Latina e o Caribe, a cólera no Haiti e a participação  de 26 brigadas do Contingente Internacional de Médicos Especializados em Desastres e Grandes Epidemias “Henry Reeve” no Paquistão, Indonésia, México, Equador, Peru, Chile e Venezuela, entre outros países.

Na grande maioria das missões cumpridas, as despesas foram assumidas pelo governo cubano. Igualmente, em Cuba formaram-se de maneira gratuita 35 mil 613 profissionais da saúde de 138 países, como expressão de nossa vocação solidária e internacionalista.
Em todo momento aos colaborados foi-lhes conservado seu postos de trabalho e o 100 por cento de seu ordenado em Cuba, com todas as garantias de trabalho e sociais, mesmo como os restantes trabalhadores do Sistema Nacional da Saúde.

A experiência do Programa Mais Médicos para o Brasil e a participação cubana no mesmo, demonstra que sim pode ser estruturado um programa de cooperação Sul-Sul sob o auspício da Organização Pan-americana da Saúde, para impulsionar suas metas em nossa região. O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e a Organização Mundial da Saúde qualificam-no como o principal exemplo de boas práticas em cooperação triangular e a implementação da Agenda 2030 com seus Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Os povos da Nossa América e os restantes do mundo bem sabem que sempre poderão contar com a vocação humanista e solidária de nossos profissionais.

O povo brasileiro, que fez com que o Programa Mais Médicos fosse uma conquista social, que desde o primeiro momento confiou nos médicos cubanos, aprecia suas virtudes e agradece o respeito, a sensibilidade e o profissionalismo com que foram atendidos, poderá compreender sobre quem cai a responsabilidade de que nossos médicos não possam continuar oferecendo sua ajuda solidária nesse país.

Havana, 14 de novembro de 2018.


"A vida de um só Ser Humano vale mais que todo o ouro do homem mais rico do Mundo!" Che Guevara


Dez informações sobre a saúde e a medicina em Cuba
Quantas faculdades de medicina têm em Cuba?
Qual a duração do curso de medicina em Cuba
?
Muitas outras questões, no link acima
Ojo:
_Em Cuba há hoje 6,4 médicos para mil habitantes. No Brasil, esse índice é de 1,8 médicos para mil habitantes. Na Argentina, a proporção é 3,2 médicos para mil habitantes. Em países como Espanha e Portugal, essa relação é de 4 médicos para cada mil habitantes.
_A taxa de mortalidade em Cuba é de 4,6 para mil crianças nascidas, e a expectativa de vida é de 77,9 anos (dados de janeiro de 2013). No Brasil, a taxa de mortalidade é de 15,6 para mil bebês nascidos (IBGE/2010).
_ e muito mais... Confira!

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

ALEIDA GUEVARA: filha de CHE em Fortaleza/CE


ALEIDA GUEVARA – filha de CHE

Mesa: Juventude, Casa, Aleida e o Cônsul Alexis
Auditório ficou pequeno...
Na noite de quinta-feira (27) a médica cubana, filha mais velha de Che, Aleida Guevara, participou de palestra promovida por coletivos de juventude do Ceará com apoio da Casa da Amizade Brasil-Cuba do Ceará e da Rede de Médicos Populares. Ela foi acompanhada pelo Consul de Cuba no Nordeste, Alexis Cruz.

Mística da Juventude para Aleida

Aleida e a Juventude

A militante cubana contou suas impressões a respeito da situação social e politica que vive o Brasil. Afirmou que em Cuba há um sentimento de forte indignação entre a população com a prisão injusta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Aleida Guevara - filha de Che

Fortaleza, 27-09-2018


Aleida fez também uma explanação acerca do espírito revolucionário cubano, os desafios vencidos ao longo do sec. XX, da necessidade de mais solidariedade entre os povos e ainda sobre a postura ética de cada revolucionário em sua missão de transformar o atual cenário em todo o mundo.

Eunice – Presidenta da Casa de Amizade Brasil-Cuba
Aleida é notícia
“Brasil, Cuba, América Central a Revolução é Internacional”
(foi também o grito da noite)
Aleida continua cumprindo agenda de eventos no Ceará com participação em acampamentos do MST e no Cuca Che Guevara até o próximo domingo (30).
"Regalo" para Aleida e Alexis

“Indescritível a energia dessa guerreira. Aleida emociona com sua ternura e firmeza. Muito rico o seu esclarecimento enquanto a diferença entre Solidariedade x Caridade. E essa juventude? Tão aguerrida que nos estimula a seguir na luta! Teve muito #LulaLivre e #VivaLaRevolución “ Gláucia Lima, vice-presidenta da Casa de Amizade Brasil-Cuba 

Brasil: Aleida Guevara realiza gira por el país con red de médicos

“Recientemente visitó Brasil la médico, activista cubana e hija del comandante Ernesto "Ché" Guevara, Aleida Guevara, por la invitación de una red de médicos, muchos de los cuales se formaron en la Escuela Latinoamericana de Medicina (ELAM)* en Cuba. Durante la gira también participó en actos de apoyo a el ex presidente Luiz Inácio Lula da Silva.” (teleSUR)
_*Médicxs formadxs ELAM - Escuela Latinoamericana de Medicina
João Almeida e Tais Matos

¡Hasta la Victoria siempre! Che

Aleida esteve, no mesmo dia, na UNILAB 


sábado, 21 de julho de 2018

NOITE CUBANA – 26 de Julho


DIA DA REBELDIA CUBANA – 26 DE JULHO 
ANIVERSÁRIO DE FUNDAÇÃO DA CASA DE AMIZADE BRASIL-CUBA DO CEARÁ
Para celebrar o Dia Nacional da Rebeldia Cubana e lembrar um dos primeiros atos da Revolução: o assalto ao Quartel Moncada, em 1953, a Casa da Amizade Brasil-Cuba no Ceará realiza a "Noite Cubana", momento que também marca o aniversário da Casa, que em 2018 completa 27 anos em atividade plena em defesa da revolução e de seu legado para o mundo. Como convidado especial, Pingo de Fortaleza e o Maracatu Solar trazem a musicalidade cearense dentro do internacionalismo que marca a atuação da Casa, celebrando nossa cultura para homenagear a luta e a vida dos povos latino-americanos.

NOITE CUBANA
LOCAL: SEDE DA ADUFC
Av. da Universidade, nº2346 - Benfica - Fortaleza/CE
DATA: 26/07/2018      Horário: 18h às 22h.

PROGRAMAÇÃO
18h – Os convidados serão recebidos e convidados a dançar ao som de música caribenha.
19h30 – Ato Político com a intervenção dos representantes de entidades presentes – Pequena saudação pelo 26 de Julho e aniversário da Casa de Amizade Brasil-Cuba.
20h – Apresentação do Maracatu Solar.
22h – Encerramento.


quinta-feira, 19 de julho de 2018

BRIGADA SUL-AMERICANA EM CUBA

26ª BRIGADA SUL-AMERICANA DE SOLIDARIEDADE A CUBA
A 26ª Brigada Sulamericana de Solidariedade a Cuba acontece de 23 de janeiro a 7 de fevereiro 2019 no Acampamento Internacional Julio Antonio Mella, na Província de Artemisa – Cuba
 Mural no acampamento Julio Antonio Mello | Foto: Perth
Em 2019 a brigada, chegará a sua XXVI edição e homenageará o revolucionário Camilo Cienfuegos nos 60 anos da sua desaparição física. 
Ao lado de Fidel Castro, Che Guevara e Raúl Castro, Camilo era um dos líderes da Revolução de 1959.
Em 28 de outubro daquele ano, seu avião desapareceu no oceano... seu corpo nunca foi encontrado.


Ser ¡Voz!: Camilo Cienfuegos: a imagem e o coração do povo cubano!

Camilo Cienfuegos: a imagem e o coração do povo cubano

Encontros Organizativos
A Casa de Amizade Brasil/Cuba do Ceará promoverá Encontros Organizativos para a Brigada Sulamericana de 2019.
O primeiro será na quarta-feira, 29 de agosto, cujo tema será:
Atualidade política em Cuba – Informações iniciais sobre a Brigada

Endereço do primeiro encontro: 
Av. da Universidade, nº 2269 Sede do PCB), às 18h30. Fortaleza/CE

1. O que é a BRIGADA SUL-AMERICANA? 

É um encontro internacional de solidariedade a Cuba e de interação política entre os povos.

2. Quando ocorrerá?

De 21 de janeiro a 4 de fevereiro de 2019.

3. Onde ocorre o encontro Sul-Americano de Solidariedade a Cuba?

No Acampamento Internacional Julio Antonio Melha, na provincia de Artemisa, Cuba.

4. Qual é a programação?

a) Nos 15 dias são realizados entre 15 e 20 palestra, sobre diversos temas inerente a América Latina.
b) São realizadas várias visitas em distintos centros históricos de Cuba.
c) Há visita a cooperativas de trabalho.
d) Há visitas a CDR (Comitê de Defesa da Revolução).
e) Há visitas algumas cidades como Havana, Santa Clara etc.
f) Há uma linda festa que se chama festa das nações, na qual cada país faz uma apresentação.
g) Há um período de trabalho voluntário que ocorre na agricultura.

5. Quanto custa a viagem?

A passagem custa aproximadamente R$ 2.500,00 Nós estamos pesquisando preço para que possamos informar o valor real.

6. Qual é a Companhia?

Copa, que é uma empresa panamenha. Temos uma excelente noticia; há atualmente um voo saindo de Fortaleza/Panamá/Cuba. Não é mais necessário ir por São Paulo, isso faz baratear o preço da passagem.

7. Qual é o gasto com a estada em Cuba?

Aproximadamente R$ 2.000.00, mas ainda não podemos informar um valor exato porque estamos no aguardo de uma resposta de Cuba que também está elaborando a programação.

8. Como são as instalações do Acampamento?

São simples, mas dignas para acolher revolucionários em um país que luta contra um criminoso bloqueio econômico por mais de 50 anos.

9. Como será a preparação para a viagem?

A Casa da Amizade Brasil Cuba/Ceará fará 3 encontros com os membros integrantes da viagem e também abertos ao público para passar informação e também realizar palestras sobre a realidade de Cuba. A nossa presidenta Eunice Bezerra informará para todos as datas desses encontros que ocorrerão aqui no Ceará antes da viagem.

Ibiapino - Diretor da Casa de
Amizade Brasil Cuba*
"Revolução é sentido de momento histórico; é mudar tudo tudo que deve ser mudado.
É igualdade e liberdade plenas; é ser tratado e tratar os demais como seres humanos.
É emancipar-nos por nós mesmos e com nossos próprios esforços.
É defender valores valores nos quais se crê ao preço de qualquer sacrifício; é modéstia, desinteresse, altruísmo, solidariedade e heroísmo". (Fidel Castro).

*Antonio Ibiapino da Silva - Diretor de Relações Internacionais da Casa de Amizade Brasil/Cuba-CE.


Brigada Sul-Americana em Cuba – Janeiro/2017

domingo, 24 de junho de 2018

CUBA: DINHEIRO & HOSPEDAGEM

Moedas correntes
CUP é o peso cubano (que tem rosto dos heróis de Cuba)
CUC é o peso cubano conversível para moedas fortes como o euro e o dólar (o CUC não tem figuras com rostos)
SEMPRE É MAIS VANTAGEM LEVAR EUROS DO QUE DÓLAR, POIS QUANDO O EURO SOBE NO BRASIL SOBE EM CUBA.
REAL NÃO PODE SER USADO PARA CAMBIAR EM CUBA.
CARTÕES DE TURISMO NÃO SERVEM E CARTÕES DE BANCOS RARAMENTE FUNCIONAM.
.
Para usar dinheiro em Cuba:
No Brasil, trocar os reais por euros ou dólar. O real não serve para ser trocado em Cuba. Tem que levar euro ou dólar.
No aeroporto em Panamá, Lima, Bogotá, México e outras conexões na América Latina para ir a Cuba, só se aceita dólar.
As companhias aéreas que fazem voos do Brasil a Cuba todas tem escalas. As melhores são Copa Airlines, Avianca e Latam. O preço varia muito e sempre há ofertas. Quem vai tem que estar atento aos sites dessas empresas.
.
Levar o dinheiro em euro tem uma ligeira vantagem em relação ao dólar.
100 euros = 102 a 120 CUC (varia de acordo com o dia)
100 dólares = 87 CUC (fixos, já com as taxas incluídas)
.
Chegando em Cuba trocar os euros ou dólar por CUC nas Cadecas. Na chegada, no aeroporto, se possível fazer a troca dos euros ou dólares por CUC na Cadeca.
MUITA ATENÇÃO NA TROCA, POIS PODE HAVER “ENGANO”.
.
Em todas as cidades há Cadecas ( casas de Câmbio), mas há filas. Então fazer uma conta aproximada do que será gasto, não trocar muito para não sobrar CUC na saida de Cuba, pois nas trocas de CUC para euro ou dólar há perdas.
.
O pagamento das hospedagens nas casas deve ser feito em CUC, na chegada às casas, diretamente aos donos. O café da manhã, táxis, restaurantes, museus, teatros, ônibus entre cidades, supermercados, mercado São José, charutos, lojas, tudo será pago em CUC.
TUDO QUE FOR PAGO EM CUC, O TROCO SERÁ EM CUC. REPARAR QUE OS CUC NÃO TEM ROSTO DE PESSOAS, NEM NAS NOTAS E NEM NAS MOEDAS.
Conferir para ver se o troco não foi dado em pesos cubanos por ‘engano’. Ou seja, para os estrangeiros quase tudo será pago em CUC e o troco é em CUC.
.
Em todas as cidades há Cadecas (casas de Câmbio), mas há filas. Então fazer uma conta aproximada do que será gasto, não trocar muito para não sobrar CUC na saída de Cuba, pois nas trocas de CUC para euro ou dólar há perdas. CUC = 24 pesos cubanos.
NÃO COMPRAR LIVROS EM SEBOS, porque os sebos vendem em CUC, os livros que nas livrarias vendem em pesos. Com 10 CUC dá para encher a mala de livros.
.
O uso de CARTÃO DE TURISMO para pagar contas em Cuba não é aceito em praticamente em parte alguma. Levar o necessário para gastar em dinheiro (notas em espécie). O uso de CARTÃO DE CRÉDITO desde que não sejam emitidos por bancos norte-americanos, é aceito com muitas ressalvas. As casas de aluguel não usam cartão. A maioria dos restaurantes e bares não têm máquinas. Tentei pagar diversas compras em lojas de hotéis e restaurantes do Estado, mas as máquinas estavam fora do ar. Inclusive no aeroporto de Habana no Free Shop e até para pagar uma passagem na Copa Airlines não deu para usar cartão. Nem perguntaram que cartão era. Não aceitam tarjeta. Não só o meu, mas qualquer cartão. Mas levar o cartão internacional, habilitado para gastar no exterior, é uma medida necessária para uma emergência, por exemplo o depósito num hospital. A MEDICINA em Cuba não é grátis para estrangeiros e depois que Cuba está exigindo seguro médico para quem entra no país, os hospitais e policlínicas encaminham os doentes às clínicas internacionais, que são pagas. O SEGURO de saúde NÃO É PEDIDO NA ENTRADA, mas se a pessoa necessitar de médico ou hospital, agora se exige pagamento aos estrangeiros. "A medicina é gratuita apenas a cubanos". O cartão MASTERCARD não estava sendo aceito em Cuba desde o início de 2017.
_________________________________________________
HISTÓRICO: O uso de duas moedas foi introduzido em Cuba por circunstâncias resultantes da grande crise que ocorreu em Cuba no período especial dos anos 1992 93 e 94. A moeda oficial é o CUP (pesos cubanos).
Em 1992, um dólar, no câmbio negro, valia em Cuba 120 pesos cubanos. Hoje, para trocar por pesos cubanos nas cadecas um dólar vale em torno de 20 pesos cubanos. O uso do dólar para os cubanos foi despenalizado em 13 de agosto de 1993.
O CUC foi criado no segundo semestre de 2004 para o controle do câmbio. Existe um plano em curso para unificar as duas moedas que circulam no país:
o CUP (peso cubano) e o CUC (peso cubano conversível)
Os cubanos podem gastar em CUC e em CUP e os estrangeiros também podem gastar nas duas moedas. Mas para os estrangeiros, quase nada se paga em pesos cubanos (CUP)
__________________________________________
Estimativas de gastos em Cuba
100 euros = 101 a 120 CUC nos últimos meses (cambio variável)
100 dólares = 87 CUC (fixo)
Ø Diária nas casas de aluguel autorizado pelo Estado:
O PREÇO É POR QUARTO com banho privado, ar condicionado, para uma ou duas pessoas no mesmo quarto é o mesmo valor, NÃO É POR PESSOA.

As "habitaciones" das casas que Isabel indica, custam:
Em Habana : 30 cuc para duas pessoas no total (mas há casas de até 70 cuc por dia em função da decoração da casa).
Em todas as cidades há casas mais caras, dependendo do lugar e das condições. E mais baratas.
Em Santa Clara 25 ou 30 cuc; Varadero 30 ou 35 cuc; Trinidad 30 ou 35 cuc
As casas são simples, mas limpas. bem localizadas e seguras.
Há banheiro privativo e ar condicionado em todos os quartos.

Tem quartos em Cuba de até 10 cuc, mas o problema quase sempre é o lugar afastado ou sem condições!
Não fazer reserva sem indicação. Em Cuba não há hotéis bons, baratos e bem localizados. Há hotéis distante de tudo que as agências de viagem no Brasil vendem como sendo no "centro". Há hotéis antigos em péssimas condições, mais baratos, e há hotéis excelentes, novos e caros.
Ø Café da manhã (desayuno):
5 cuc 
Ø Refeição completa:
Em torno de 10 cuc por pessoa com refresco incluído.
Se for coisa simples, na rua pode se encontrar por menos, em torno de 6 cuc, mas é necessário muito cuidado com a limpeza do local.
Ø Ônibus está subindo sempre: Ver o site do Via Azul, Cuba.
de Habana para Varadero: 11 cuc
de Habana para Santa Clara: 25 cuc
de Habana para Trinidade: 26 cuc
(a ida e a volta são o mesmo preço)
City Tour em ônibus de turismo, que vai a Habana Nova e Velha: 10 cuc válidos por um dia.
Para ir e voltar de Trinidad há Vans pelo preço de 30 ou 35 cuc, mas pegam a pessoa em casa e deixam na casa, muito mais rápidas que o ônibus.
Ø Entradas em museus
Habana em torno de 6 cuc
Trinidad em torno de 1 cuc
Ø Táxi traslado de Habana ao aeroporto 30 cuc ida ; 25 cuc volta ou 20 cuc, depende do carro.
Ø Ônibus de turismo circular em Habana e Varadero: 10 cuc válidos para um dia.
(Para quem se hospeda em Habana Vieja e nos cascos históricos das cidades, quase não se gasta em transporte). A localização da casa, de preferência perto de museus, praças, bares, restaurantes, teatros, casas de cultura, mercados de artesanato, é fundamental. Os transportes são ruins e uma hospedagem longe dos centros históricos pode implicar em gastos de 30 cuc por dia ou mais, além do tempo perdido.

Obs.:

_100 euros são 112 cuc (pode mudar um pouco todos os dias)

_100 dolares sao 87 cuc fixos

_limite de dinheiro que pode entrar em Cuba é como em outros lugares 10 mil dólares.

_geralmente viajo com a Copa Airlines via Panamá. A passagem não tem preço. Varia muito. Depende muito da época em que você vai viajar. Há meses mais baratos e se você comprar bem antes da viagem, melhor. Pode custar, como sorte, 1900 reais ida e volta.

 

_As moedas não são redondas.
TUTORIAL DE MATEMÁTICAvalor de CUC / EURO / Dólar / Real
100 euros = 454 reais = 112 cuc (valores de 08/08/2018)
Então 454 dividido por 112 = 4,05
ou seja 1 cuc custa R$ 4,05 reais se você levar euros a Cuba.
100 dólares = 392 reais = 87 cuc
Então 392 dividido por 87 = 4,50 
Ou seja 1 cuc custa R$ 4,50 reais se você levar dólares a Cuba. 
Resumo: cada 1 cuc que vc necessita comprar em Cuba sairá com melhor valor mais barato, para quem leva euros... 
Não se confundir que nas tabelas das cadecas, bancos e casas de Câmbio diz que 1 cuc = 1 dólar, mas na hora de pagar com os dólares para trocar por cuc tem uma taxação que o euro não tem.
Exigências para entrar em Cuba
Importante: PARA ENTRAR EM CUBA são NECESSÁRIAS apenas três coisa abaixo descritas. 
Passaporte- Tarjeta del Turista - Seguro Médico
Para a entrada em Cuba é exigido:
1) Passaporte válido por 6 meses além da data de embarque, vacina contra FEBRE AMARELA E CARTEIRA DA ANVISA
2) Tarjeta del Turista, que pode ser comprada no momento do embarque a Cuba. As companhias aéreas vendem a "tarjeta", que deve der o carimbo da companhia vendedora na parte do verso. Em geral, a própria pessoa preenche os dados. Essa "tarjeta" vale apenas para uma entrada em Cuba. Metade da Tarjeta é retirada na entrada em Cuba e a outra metade deve ser apresentada na saída de Cuba. Custa em torno de 20 dólares. A companhias só aceitam pagamentos em reais". A "tarjeta" vale para permanecer em Cuba por 30 dias e pode ser prorrogada por mais 30 dias, indo ao setor de imigração em Cuba.
3) O Seguro Médico não é pedido, embora figure como exigência na entrada ao país, mas caso a pessoa necessite de atendimento, ele é cobrado dos estrangeiros.
(NÃO É NECESSÁRIO COMPROVANTE DE HOSPEDAGEM E NEM DAR O ENDEREÇO DA CASA ONDE IRÁ SE HOSPEDAR EM NENHUMA PARTE. O registro da hospedagem é feito quando a pessoa entra na casa ou no hotel em um livro de registros oficial que tem em todas as casas. Levar o endereço em mãos para o caso de extravio de alguma mala, fornecer no aeroporto e PARA O TAXISTA. Só. Ninguém pergunta onde a pessoa ficará hospedada e nem pedem comprovante ou carta das casas)..
1. Passaporte com validade de até no mínimo 6 meses depois do embarque no Brasil. Cuba não exige, mas muitos países das escalas para chegar a Cuba, sim.
2. VER COM TEMPO ANTES DA VIAGEM. NÃO DEIXAR PARA RESOLVER EM CIMA 
DA HORA. Carteira da ANVISA necessária para viajar a Cuba: obrigatória para os brasileiros. Nela deve constar a vacina contra FEBRE AMARELA, sendo que a vacina deve ser aplicada com 10 dias de antecedência (pelo menos 10 antes da viagem). Sem a vacina e a carteira da Anvisa, as companhias aéreas não permitem o embarque no Brasil. NÃO BASTA O COMPROVANTE DE VACINA.
Não pode tomar a vacina, por exemplo, 9 dias antes de viajar ou menos, que não vale. Tomar o quanto antes, Não basta a vacina. Tem que ter a Carteira da Anvisa.
3. Tarjeta de turista que as companhias que vão a Cuba vendem no momento do embarque aqui no Brasil ou nas conexões. Para Cuba não há voo direto. Custa 20 dólares ( se for paga no Brasil será o mesmo preço mas paga em reais, dinheiro, náo pode ser cartão ou cheque). Não é necessário visto e nem ir ao consulado para comprar essa Tarjeta.
PARA SOLICITAR informações no consulado DIRIGIR -SE a: reconsular@uol.com.br telefones: (11) 2369 8825 112369 3505

Casas de Renta

Casa de Isabel

 A CASA ESTÁ SITUADA JUNTO AO CAPITÓLIO DE LA HABANA AO LADO DO GRAN TEATRO e tudo de histórico que há em Habana Vieja, A casa de Isabel tem serviço de wifi free.


O quarto de aluguel de Isabel tem uma cama de casal, uma de solteiro, duas mesinhas de cabeceira, cômoda com gavetas e mesa-suporte de malas. Os lençóis são de algodão da Índia, os cobertores de microfibra antialérgicos, as colchas 100% algodão Tognato. O banheiro anexo, privativo do quarto, é grande. Tem chuveiro elétrico, secador de cabelo e toalhas de algodão egípcio. O banheiro/closet dispõe de suporte para cabides de pendurar roupas. O ar condicionado Split é novo, refresca bem e não faz ruído. A geladeira, privativa dos hóspedes, está sendo instalada no corredor em frente ao quarto. A casa dispõe de máquina de lavar roupa nova e serviço de lavanderia. O café da manhã é farto e servido com roda de conversa. A casa está situada bem atrás do Capitólio, junto aos teatros, bares, restaurantes, mercados, plazas, ruas, museus, casas de cultura e tudo que há de significativo no amplo patrimônio cultural da cidade. Próximo à casa de Isabel estão as paradas de ônibus, táxis cubanos e demais transportes usuais em Cuba (cocotáxi e bicitáxi, que são caros)

O preço da diária, a partir de janeiro de 2017, é 30 CUC para duas pessoas no quarto (total, não é por pessoa). Para três, preço a combinar, mas em geral fica 30 cuc mesmo. Se forem dois amigos, será 15 cuc para cada um, Na baixa estação (por exemplo, no mês de Agosto, fica um pouco mais barato). O café da manhã custa 5 CUC e inclui pão, manteiga, ovos, queijo, frutas em pedaços, batido de frutas, café e leite, tudo a combinar com o hóspede. 

CASA DE ISABEL:

Luis Caballero e Isabel Suarez

Isabel Suarez
Luis Caballero
Calle Industria n° 412 segundo piso
Entre as calles San Martin (San José) e San Rafael.
fone 002153 7 8637318
CAMBIO: ____________________
100 euros são 102 cuc a 120 cuc, porque o câmbio varia sempre. Não tem taxação no euro.
100 dólares são 87 cuc fixos, já incluindo as taxas cobradas.





Casa de Raudelina, perto da casa de Isabel.
(camarada de Luis Caballero  e Isabel Suarez)

Dispõe de 4 quartos, dois com cama de casal, um com duas camas de casal e outro com uma cama de casal e uma solteiro.
O preço da diária é 30 cuc o quarto para duas pessoas. Ou seja, 15 cuc por pessoa, por dia, se forem duas pessoas. Para 3 pessoas preço a combinar. O café completo da manhã é 5 cuc por pessoa. Localização há poucos metros do Parque Central de Habana Velha, onde tudo acontece: museus, teatros, casas de cultura, bares, restaurantes,...
Fica na Calle San Nicolás, entre as Calles Neptuno e San Rafael. Vejam no Google que perto está da Praza Fe de Valle (internet) do GranTeatro, do Capitolio. Na Calle Neptuno (20 m) passam os carros coletivos para qq lugar de Habana. A casa está a 300m do Malecón (avenida do mar). Disponível aos hóspedes2 terrazas, sala, balcón e comedor. Para reservar é só dar as datas de entrada e saída e escrever a isabelcristina.suarez@nauta.cu

 Casa de Elsa em HABANA, vizinha e amiga de Isabel Suarez
É um apto de dois quartos, onde um quarto/banheiro privado é destinado aos hóspedes. Dispõe de uma cama de casal e duas de solteiro, ideal para um casal com crianças, 3 ou até 4 amigos que queriam economizar. O banho privativo do quarto foi todo reconstruído no final de 2017, assim como o apto. Elsa serve café da manhã e refeições avulsas na sala, aos hóspedes. Bom para quem vai com crianças e deseja uma comida caseira, mais saudável. O preço das refeições é a combinar. O prédio tem elevador e o apto é no primeiro andar. Fica a 50 metros do Capitólio, numa região perto de tudo: teatros, museus, praças, bares, restaurantes e transportes para quem deseja ir a qualquer parte da cidade.

Casa de Raul

 Há três quadras do Capitólio. 
A Casa de Raul é térrea e os quartos de fácil acesso. 
São três quartos na casa todos com banheiro privativo.

Casa de Teodora
Por trás do Capitólio
Bem próximo à Casa de  Isabel Suarez
Casa de Rolando
Casa de Rolando - Habana - Calle San Martin
Localizada atrás do Capitólio (Bem próximo à Casa de  Isabel Suarez)
Atenção: no google maps aparece como Calle San José, atrás do Capitólio.
IMPORTANTE
Vista do Capitólio a partir do
Terraço da Casa de Isabel
Agosto/2018
Em Cuba, não há assaltos no sentido normal, com armas, mas há muita gente nas ruas especializadíssima em se acercar dos turistas, se fazer passar por “amigo”, querendo “ajudar”, com uma conversa que lá existe miséria e essas pessoas acabam tirando do turista, às vezes por bem, sem a pessoa perceber, roupa, dinheiro... , contando histórias que tem filho diabético passando fome e outros casos.
Segurança do turista em CUBA

.
Um cubano normal não se aproxima de um turista para pedir nada, nem para se oferecer como guia de turismo, como em qualquer parte do mundo!
.
Nessa aproximação, por trás dessa conversa “inofensiva”, há sempre um plano de “golpe”. Há muita gente, bastante dissimulada, nos locais de turismo, que vive sem trabalhar, pois é “mais fácil” contar casos e mentiras para tirar dinheiro das pessoas do que pegar no pesado. Em Cuba, o trabalho é obrigatório, mas há gente que não quer se meter num ônibus às 7h da madrugada. Há especialistas em conversa fiada, principalmente nos locais de turismo. Em Cuba, há pobreza, mas não há miséria ou gente sem assistência. É só não dar conversa, que eles não são perigosos. Além disso, nos bairros de turismo há muita polícia de proteção.
Habana Vieja é linda pela noite também e não há perigo algum de assaltos à mão armada, sequestros, balas perdidas, chacinas... Há bares e muita coisa para ver depois das 18horas, com música, próximos à Plaza Vieja. Recomendo apenas cuidado com a bolsa, pois ocorrem casos de pessoas em bicicleta, que pegam os pertences dos estrangeiros. Nessas abordagens, os estrangeiros ficam sem dinheiro, passaportes, máquinas de fotos e outras coisas.
Não precisa sair na rua com o passaporte e documentos.
Apenas com uma xérox da folha principal do passaporte.O passaporte apenas é necessário para trocar dinheiro nos bancos e cadecas.
.
Em Cuba há toda uma claque de gente especializada em se aproximar do turista e tirar vantagem. Há uma forma típica de abordagem, de chegar perto das pessoas, perguntam as horas, puxar assunto e depois isso acaba em roubo, sem violência, mas um rombo na bolsa.
.
Nessas APROXIMAÇÕES SEMPRE HÁ planos de um POSSÍVEL ROUBO NA BASE DA CONVERSA. O cara faz um estudo rápido do perfil da pessoa e começa a falar o que a pessoa quer ouvir. Se perceber que a pessoa é de esquerda, para criar um clima de confiança, já diz logo que o pai ou avó foi chefe da guarda de CHE, em Sierra Maestra. E por ai vai. Se ele perceber que a pessoa não é "simpática" ao socialismo, então é um prato cheio.
Atenção para os golpes:
- falar que é "presidente do sindicato" dos tabaqueiros e que vendem charuto barato no sindicato ou "presidente do sindicato" dos motoristas de táxi e tem um táxi para fazer viagens particulares por ótimo preço.
- levar o turista a restaurantes, bares e discotecas e em comum acordo com o garçom fazer uma rolo com os preços, tirando um lucro, que será dividido entre a pessoa que levou o estrangeiro ao lugar.
-vender livros caros em sebos, indicados como ótimos, mas há muitos livros iguais disponíveis nas livrarias, até 10 vezes mais baratos.
-vender ingresso na rua para show do Buena Vista, que não existe.
-vender ingresso falso para o Ballet Nacional.
-trocar euros por dinheiro falso nas ruas.
-vender moedas novas como se fossem antigas.
- gente pelas ruas, perto de escolas e universidades, principalmente da Universidade de La Habana, falando que é professor e depois fica pedindo dinheiro e coisas.
.
Isso é comum: meninas ou moças estrangeiras que vão ao mercado São José e resolvem fazer tranças no cabelo. A pessoa que trabalha com isso dá um preço barato, mas depois de pronto fala que o combinado era o preço de cada trança, da cabeça toda é muito mais!
Os bicitáxis fazem semelhante: cobram por quadra, por pessoa, sem deixar claro o preço. Perguntar bem andar de aceitar o serviço de bicitáxi.
Outro caso: um brasileiro foi abordado por um cara simpático na rua, que lhe perguntou o nome.
No dia seguinte, outro cara comparsa do anterior, no lobby (sala de espera) do hotel, quando o mesmo brasileiro desceu do quarto, o chamou pelo nome, se apresentando como funcionário do hotel,ofereceu para levá-lo a um bom restaurante. O brasileiro foi e na hora de pagar a conta puxou uma nota de 100 euros. O gerente do restaurante disse que não tinha troco e não aceitava pagamentos em euros, o que é verdade, não aceitam mesmo. O "funcionário" falso do hotel saiu para trocar os euros no hotel e nunca mais foi visto.
Há um golpe de uma mulher que fica numa esquina pedindo um pacote de leite em pó. Logicamente ela fala ao turista que tem um filho em casa passando fome! O turista entra com ela numa loja, compra a bolsa por 6 CUC. Assim que o estrangeiro sai de perto, essa mulher volta a loja devolve a bolsa de leite, dá 1CUC ao empregado da loja e volta à rua aplicar o mesmo golpe com 5 CUC de lucro.
Esses são alguns relatos divulgados em blogs de viagens.
.
Em Cuba, há raríssimos, quase nada. de casos de turistas assassinados em assaltos e há criminalidade com uso de violência muitíssimo baixa. Portanto, a pessoa deve se sentir segura, mas tomar os devidos cuidados, principalmente não aceitando conversa com gente desconhecida na rua.

12 COISAS QUE TURISTAS NÃO PODEM FAZER EM CUBA
A complexidade de Cuba é resultado de sua história, rica em cultura, sabores e tradições.
1. Viajar sem tarjeta de turista
Além do passaporte, brasileiros precisam adquirir a tarjeta turística, como um visto simplificado válido por 30 dias. Ela custa 20 dólares e pode ser adquirida no Brasil (Cubana de Aviación em SP fone 11 3214 4571) ou no aeroporto, no dia da viagem de ida. Comprar no aeroporto é muito fácil no balcão de embarque no Brasil ou na conexão do voo com o próprio funcionário que verifica a passagem,o passaporte e despacha a mala no chekin. A Copa e a Avianca tem muita experiência em voos para Cuba e isso é feito sem problema algum!
2.Viajar sem cartão de vacinação da ANVISA (obrigatório para embarcar no Brasil ruma a Cuba e a vários países)
O sistema de saúde cubano é conhecido mundialmente pela sua excelência e pela gratuidade garantida aos cidadãos do país. Apesar disso, a cobertura não se estende a estrangeiros, razão pela qual o seguro viagem é necessário em Cuba. É necessário apresentar o certificado internacional de vacinação da ANVISA para mostrar que você está imune contra a febre amarela. A vacina deve ter sido aplicada com uma antecedência mínima de 10 dias antes da data de embarque. Muito cuidado para não esquecer!
3. Confiar no uso de cartão de viagem ou de crédito.
Tem que levar dólares americanos (vale menos) ou euro (melhor)
Isso acontece por causa do bloqueio. Para evitar prejuízos, leia o post sobre Tutorial de Matemática no grupo Casa de Isabel. Há um sistema de buscas (pesquisar) ao lado esquerdo da tela no grupo.
Casas Particulares são a melhor forma de hospedagem em Cuba, mas tem que ser casa autorizada a receber estrangeiros. Elas precisam estar sinalizadas com um símbolo azul. A hospedagem é paga em CUC (dinheiro), não em cartão.
5. Andar em táxis não-licenciados
Para qualquer táxi, verificar quanto custa o serviço antes de entrar no auto.
O mesmo vale para transportes internos. É comum viajar de uma cidade a outra em táxis compartilhados, mas o motorista precisa ter autorização para isso.
Há casos de hóspedes que resolvem se aventurar com taxistas que são encontrados na rua porque cobrava mais barato, mas no meio do caminho se a polícia rodoviária para o carro e o motorista não tem licença, ele e o carro vão presos.
Para evitar esse sufoco, o ideal é conseguir táxis compartilhados indicados pelos donos das casas.
6. Sair sem documento (pode ser cópia do passaporte)
Passaporte apenas para trocar dinheiro nas cadeias. Manter o passaporte e a sua tarjeta turística em um lugar seguro, porque serão necessários na saída de Cuba.
7. Não conferir o troco
Essa é outra coisa que turistas não podem fazer em Cuba. Muitas vezes as conversões de moedas ou pagamento por alguma coisa com notas grandes, o troco vem errado.
Exemplo: trocar 100 euros por pesos cubanos conversíveis e o funcionário dar 9 CUC a menos.
É importante conferir também se o troco foi dado em CUP (moeda nacional) ou CUC (CUC vale 24 vezes mais). Ver aqui nesse grupo os golpes mais comuns em Cuba em segurança do turista.
8. Tomar água da torneira
No Brasil já estamos habituados a não tomar água da torneira, então esse recado serve mais para os nossos leitores portugueses. Tome apenas água mineral para poupar seu estômago e intestino. Suco de frutas na rua: NUNCA.
9. Tirar fotos de pessoas sem pedir permissão
Sabe aquelas bandas que se apresentam na rua e aquelas mulheres que se vestem com roupas típicas? Estão todos tentando ganhar uns trocados. Se você para e tira uma foto ou faz uma filmagem, é sinal de que está gostando e vai dar 1 CUC, mas há quem cobra de “gorjeta” de 3 e 5 CUC. Não tiro foto e nem pago!!
Mudando um pouco de cenário, você está andando pela rua e presencia uma cena bonita do cotidiano, ou alguém com um penteado legal. Se você não consegue fazer a foto sem ser visto, vá até a pessoa e peça permissão para fotografá-la a fim de evitar conflitos. Pense bem, você também não iria gostar se um estranho chegasse do nada e tirasse um monte de fotos suas sem falar nada.
10. Contar com pontualidade
Nós brasileiros já estamos habituados a constantes atrasos e temos uma certa tolerância, mas em Cuba a impontualidade ultrapassa até os nossos limites. Exemplos: incluindo excursões que começam meia hora depois do horário combinado, ônibus que chegam com 45 minutos de atraso e taxistas que nos fazem esperar por mais de uma hora.
11. Não dar margem para imprevistos
Sempre dormir em Habana na última noite em Cuba, antes do voo de volta.
Nunca pegar um transporte, qualquer que seja, direto do interior do país ao aeroporto.
12. Andar de bicitáxi e cocotáxi sem tratar o serviço com detalhes.
Quando a pessoa pergunta o preço eles dizem um valor X. Na hora de pagar eles dizem: o preço é por pessoa, para um casal é o dobro. Se for uma pessoa sozinha eles dizem que o preço era por quadra. Se tudo isso for aclarado eles falam de uma taxa porque a corrida foi de Habana Veija para Centro Habana, embora tenha sido de apenas 4 quadras. Ou seja, depois de tudo combinado, o preço sempre será bem maior que o combinado e, em geral, mais caro do que um táxi normal (carro). Há anos deixei de andar em ambos: bicitáxi e cocotáxi. Uso de carros coletivos ou até táxis que fica mais barato.
(Adaptado de um site da internet).

Imagem: Maria do Carmo Leite com Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Presidente de Cuba

Fonte: M Maria Leite

Maria Leite

Maria do Carmo Leite (Casa de Isabel)